Fale conosco

(21) 98378-0435

(21) 99999-2582

(21) 99835-3798

  • Facebook Social Icon
  • unnamed
CNPJ  28.326.681/0001-00

Fisioterapia Integrativa.

April 13, 2018

 

Fisioterapia Integrativa, você conhece?

 

Este é nosso primeiro encontro de muitos outros aqui pela AFIDERJ, onde poderemos nos aprofundar nas diversas terapêuticas.

 

A Fisioterapia Integrativa está resguardada por diversos conceitos teóricos, práticos e científicos que se baseiam na globalidade do ser humano. A visão da Integralidade do organismo é de extrema importância na presença de qualquer sintoma ou diagnóstico, sendo que essa globalidade é a integração do trinômio corpo x mente x ambiente, onde todos não estão separados.

 

O conceito regulamentado pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional) com o advento de várias ferramentas propostas pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e instituídas em nosso Sistema único de Saúde (SUS) desde 2006 através da Política Nacional de Práticas Integrativas (PNPIC), a qual iniciou com 5 práticas e hoje possuímos 29 práticas(tabela1).

 

Tabela 1. Evolução das Práticas Integrativas e Complementares(PIC) pelo Ministério da Saúde

 

 

O COFFITO através de sua resolução 380 de 2010, regulamentou para o fisioterapeuta as PIC de forma já a ser o pioneiro em algumas das práticas em questão de regulamentação como a acupuntura desde 1985 e agora em 2018 regulamentando o uso da Ozonioterapia.

 

Mas as PIC podem ajudar no tratamento domiciliar de que maneira?

 

Dentro da Fisioterapia atualmente possuímos 15 especialidades, onde há a necessidade de uma pós-graduação e uma prova para se alcançar o título de especialista. Dentro destas 15 especialidades as PIC podem ajudar a acelerar o prognóstico do paciente com eficácia e sem agredir organismo.

 

Podemos citar o uso de medicamentos homeopáticos, fitoterápicos, terapia ortomolecular, florais, hipnose, como possíveis estratégias terapêuticas para diversas comorbidades como por exemplo as vertigens, dores articulares, prevenção ou tratamento de úlceras, pé diabético (acoplado a Terapia fotodinâmica), correções  funcionais em vísceras e órgãos. Melhorar a memória, disposição física e mental. Sempre embasado na anamnese, exame clínico do fisioterapeuta, aliado a exames complementares que devem ser solicitados durante o tratamento, a critério do fisioterapeuta para a reavaliação constante e fechamento diagnóstico e sua respectiva alta.

 

Desta maneira, a Fisioterapia Integrativa, através de todas as suas ferramentas, poderá de fato possibilitar ao fisioterapeuta um olhar global do seu paciente, podendo ir além do que os sintomas pontuais dizem, buscando as peculiaridades do paciente e propondo um tratamento único.

 

Por isso, é fundamental consultar o Fisioterapeuta ao primeiro sinal de alterações. Um diagnóstico precoce é sinal de um alta precoce, o que proporciona uma gigantesca qualidade de vida ao paciente.

 

Nosso próximo assunto – Homeopatia, seu efeito é lento?

 

Existem comprovações científicas?

 

 

Quando utilizar?

 

Aguardo vocês!

 

Abraços

 

Dr. Clailson Farias

 

Presidente da ABRASFI- Associação Brasileira de Fisioterapia Integrativa

Tesoureiro da AFERJ- Associação dos Fisioterapeutas do Rio de Janeiro

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Bate papo com Presidente da AFIDERJ.

September 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

January 26, 2019

Please reload

Arquivo
Posts Em Destaque